26.7.06
O próximo apelo, peço-vos que divulguem o máximo possivel.. é um facto verídico, terrivel.. e tenham muito cuidado a quem dão animais.. vão perceber porquê..

O caso que a seguir vos apresentamos chegou ao nosso conhecimento e é muito difícil encontrar palavras para o descrever pois reflecte o horror dos horrores, algo que considerávamos impensável mas que infelizmente é bem real.

Foram encontrados 120 gatos num barracão com cerca de 8 a 10 m2.

Qualquer pessoa poderá pensar que tal é impossível! 12 a 15 gatos por m2 não pode ser real! Desgraçadamente para os animais que viveram o horror desta situação foi possível, foi bem real, sentiram-no na pele, cada dia, cada minuto, cada segundo que passaram lá...

O cheiro nauseabundo e os miados, que nunca mais irão deixar quem os ouviu, revelaram o chão cheio de excrementos, comida podre, os panos existentes impregnadas de urina, gatos cheios de feridas por se atacarem uns aos outros, gatos com problemas neurológicos e atrofias musculares por subnutrição e por falta de espaço, gatos com feridas nas patas por viveram amontoados em cima dos excrementos, gatos com problemas comportamentais, gatas grávidas, uma gata com crias de 1 mês fechados numa transportadora sem água nem comida, gatos com o olhar no vazio, gatos tristes e mal tratados.

O único sinal existente sobre a possibilidade de manter alguns animais vivos era um tacho com água e arroz para comerem, colocado por cima de camadas de ração podre.

O número de animais que terão passado por aquele inferno assim como o número de mortes são impossíveis de calcular, mas as pessoas que viram aqueles que ainda sobreviviam dizem-nos que o inferno estava naquele local para todos os animais que um dia tiveram o triste destino de encontrar quem os colocou ali.

Pouco importam as palavras que classificam estes actos de extrema crueldade para com os animais mas para quem se interesse por explorar este assunto o caso que vos apresentamos é um exemplo do chamado “animal hoarding” que traduzindo à letra significa “acumulação de animais” e caracteriza-se por uma sobre-população de animais, aos quais não são sequer fornecidos os cuidados mínimos necessários ao seu bem-estar: alimentação, espaço, cuidados veterinários, etc. Os “animal hoarders” recolhem animais, acumulando-os, uns atrás dos outros. Nos casos típicos, estas pessoas são descobertas vivendo em condições de higiene precárias, rodeadas por dezenas ou mesmo centenas de animais. Estes animais encontram-se por norma subnutridos, desidratados, famintos, doentes ou mortos. Os animais contagiam-se uns aos outros e procriam de forma descontrolada. É portanto o ciclo do horror potenciado ao máximo.

O “animal hoarding” transcende o simples ter mais animais do que é considerado normal, está longe disso, o “animal hoarding” é uma forma grave de maus-tratos aos animais e que os conduz à fome, à doença e à morte.

A pessoa que mantinha os animais nestas condições anda à procura deles.

Conhecem estes gatos?

Quem sabe alguém confiou um gato a esta pessoa e o reconhece aqui?

Existe um número não confirmado de cães, possivelmente na ordem dos 40 a 60, em idêntica situação, mantidos aprisionados numa casa desta mesma pessoa. Para estes o terror dos dias persiste..

É urgente não deixar que estas pessoas possam continuar a perpetuar este horror com outros animais.

Alertamos para o facto de estar mais do que estudado que estas pessoas têm a grande capacidade de se fazer passar por grandes benfeitoras dos animais, mantendo assim um grupo de influência que as protege.

Para já é ainda mais urgente salvar os cães que continuam na câmara da morte!

Não deixem que esta e outras casas de horror existam, denunciem e salvem os animais.

cats.in.danger@gmail.com

Apresentamo-vos as fotografias do horror onde que estes animais viviam e podemos garantir-vos que a realidade era insuportavelmente pior do que qualquer uma das imagens captadas nestas fotos. O cheiro fétido a urina e a excrementos era insuportável e o ar irrespirável.


























Gatos com 1 mês de idade e 100 gr de peso: estavam fechados numa transportadora (sem água nem comida) com uma gata adulta.




Gata para quem a morte chegou primeiro...
Muitos dos gatos apresentavam feridas na zona da garganta.







 
link do postPor *, às 14:18 

De confissoesdeumasurda a 26 de Julho de 2006 às 23:20
É um cenário terrivel... sem palavras.

De Solange Passos a 27 de Julho de 2006 às 00:37
A pessoa que faz uma coisa destas só pode estar muito doente e precisa também ,urgentemente ,de ajuda.

De Chicailheu a 27 de Julho de 2006 às 09:03
Fiquei verdadeiramente chocada a ver estas imagens...eu adoro animais. Tive uma gatinha que me apareceu á porta ainda muito pequenina. Tratei dela, ela ficou linda e era muito mansa.
Ficou para ter gatinhos.A primeira ninhada, teve dois; criei-os e dei-os na idade certa a duas pessoas de confiança. Passados 6 meses ela voltou a parir 5 gatinhos. Trouxe-os para dentro de casa. aconhecheguei-os...deixei que ficassem dentro de csaa. Passados uns dias, a gata não os amamentava, e começou com diarreias. Levei-a a veterenário. Nesse mesmo dia começou com hemorragias de sangue. Voltei ao vet. e ele deu-lhe umas injecções e disse-me que era o resto da placenta que não tinha saído. Tal como acontece nas mulheres, e que ela era muito novinha e fraquinha que talvez não escapasse. Alimentei os gatinhos de seringa, e numa noite, de 13 para 14 de Abril (dia dos meus anos), levei a noite toda a alimentar e a aquecer com botija com água quente os gatinhos, que infelizmente foram morrendo um a um. Fartei-me de chorar!
Passados uns dias, a gata começou a definar e veio a morrer. Tenho fotos dela, dos gatinhos e ainda tenho saudades dela e penso muitas vezes nela e nos gatinhos. Como é possível ser tão desumano, como esse senhor, que merecia era ir para uma cadeia. Mas...nem fazendo mal a crianças eles vão, que fará a animais?
Eu tenho uma gata com 12 anos, e não quero que ninguém lhe faça mal. e tive um cão durante 16 anos, quando ele morreu foi como se perdesse um familiar.
Força para continuar a divulgar essas terríveis situações.
beijos
Chiacileu

De guidanobre a 5 de Agosto de 2006 às 10:13
É realmente muito triste saber que ainda se mal tratam animais, as vezes por parcer bem, por um simples momento de diverimento ou simplesmente porque nos sentimos supriores a esses seres lindos que afinal de contas são nossos companheiros na terra, nada podemos fazer contra isso, mas se podesse acredita que estava em primeiro lugar na fila para os ajudar de seres horrendos que somos, so porque somos racionais achamonos mais importantes que os outros.
Já agora deixa-me elogiar-te pela forma que tens de enfrentar estas coisas, infelizmente somos poucos a defender estas causas.Enfim...

 
C@ntact@
Blog dos Bichos
Local: PORTUGAL
Pet Sitting e Hospedagem

Apoio Domiciliário a Animais de Estimação e Hospedagem
Garantimos cuidados e mimos aos seus amigos de estimação durante a sua ausência.
Pet sitting e dog walking em Oeiras, Amadora, Lisboa, Sintra e Odivelas
Contactos:
petsitting.ms@gmail.com
915 104 261
www.facebook.com/mspetsitting

Alojamentos que aceitam animais

Apartamentos pet friendly (que aceitam cães, gatos,...)
► Apartamento T1 (para 4 pessoas) no Edifício Dunas Park, Manta Rota, a 50 mts da praia e com vista para o mar.
► Apartamento T2 (para seis pessoas), no centro de Vila Nova de Cacela, a 1,7 km da praia.
www.facebook.com/mantarota
Clique na imagem para mais informações

Para venda

Vende-se apartamento T3 (4 assoalhadas) no centro de Olhão.

Mais informações aqui ou pelo  918 477 219

arquivos
RSS
blogs SAPO