23.6.06

Foi hoje apresentado na RTP1 no programa Portugal Directo, um projecto para que não haja mais animais abandonados.

A ADAPO – Associação de Defesa dos Animais e Plantas de Olhão, em conjunto com a Câmara Municipal de Olhão, planeou a criação de um canil/gatil Municipal que se prevê ser um modelo a seguir por outras autarquias do País.

Os entrevistados da RTP 1 foram Madalena Santos, Célia Caravela, Patricia Cachola (medica veterinária) e João Peres (vereador da CM Olhão).

Chegados à conclusão que o actual canil/gatil Municipal já não reunia as condições ideais de funcionamento, foi adquirido pela autarquia um terreno com várias oliveiras. Elaborou-se então uma planta para um edifício térreo, dividido em vários espaços, com uma área coberta de 1350 metros quadrados. Este imóvel estará pronto o mais tardar no início de 2007, e será o refúgio para animais em risco encontrados nas ruas de Olhão.

Na origem deste ambicioso projecto está a ADAPO. A associação pretende criar um gatil exemplar com um espaço ao ar livre onde estes animais possam ser felizes. Os destinatários serão animais não passíveis de adopção pelo seu temperamento, idade ou condição fisíca. Pretende-se retirá-los da rua onde estão sujeitos aos mais variados acidentes e colocá-los neste abrigo onde poderão viver tranquilamente até ao fim dos seus dias.

O outro objectivo é também trazer a comunidade a este espaço para que ele possa ser partilhado por todos. Pretende-se que pessoas idosas caso desejem possam ajudar na comida, na limpeza, nos tratamentos, que brinquem ou simplesmente façam festas aos animais. Dar a muitos deles o carinho que perderam para que possam de novo confiar no ser humano e serem integrados em famílias. Pretende-se ensinar aos jovens o valor da vida, e principalmente congregar nesta iniciativa as pessoas que gostam de animais.

A associação aposta também em projectos de rua; na localização das colónias existentes e respectiva esterilização. Tenta-se que a procriação seja controlada para que o gato não seja visto como uma praga mas sim como o predador que ajuda a controlar outros bichos tal como os ratos, esses sim, uma praga. Basta pensarmos no seu papel na disseminação da peste negra.

As voluntárias da ADAPO recomendam a quem trata de colónias de rua que a alimentação seja ser feita com higiene, que se mantenha a colónia limpa retirando restos de comida velhos. É bom para a nossa saúde e para a saúde do animal.

João Peres, vereador da CM Olhão diz que a eutanásia já não é praticada na autarquia, contando esta com a colaboração da ADAPO para arranjar outras soluções para os animais errantes.

Dizem também na entrevista que a associação não fez grande coisa, apenas juntar pessoas que sempre foram apaixonadas por animais. Aproveito as palavras de alguém do nosso forúm, “posso tudo, só não posso sozinho”. Aqui fica o exemplo em como câmaras e associações podem cooperar e desenvolver iniciativas louváveis a bem de todos.

Que Olhão seja visto como um exemplo a seguir.

 

Fonte: Felinus & Cia

tags:
link do postPor *, às 20:30 

De Pedro a 23 de Junho de 2006 às 20:36
Parabéns e....em frente
bfs
Pedro

 
C@ntact@
Blog dos Bichos
Local: PORTUGAL
Pet Sitting e Hospedagem

Apoio Domiciliário a Animais de Estimação e Hospedagem
Garantimos cuidados e mimos aos seus amigos de estimação durante a sua ausência.
Pet sitting e dog walking em Oeiras, Amadora, Lisboa, Sintra e Odivelas
Contactos:
petsitting.ms@gmail.com
915 104 261
www.facebook.com/mspetsitting

Alojamentos que aceitam animais

Apartamentos pet friendly (que aceitam cães, gatos,...)
► Apartamento T1 (para 4 pessoas) no Edifício Dunas Park, Manta Rota, a 50 mts da praia e com vista para o mar.
► Apartamento T2 (para seis pessoas), no centro de Vila Nova de Cacela, a 1,7 km da praia.
www.facebook.com/mantarota
Clique na imagem para mais informações

arquivos
RSS
blogs SAPO