1.2.08

Caros,

Desde 2003, a SPEA tem promovido o projecto Chegadas, que visa recolher dados sobre as datas de chegada de aves migradores estivais após invernada.

O projecto Chegadas deu um novo salto este ano, estendendo a recolha de dados para registos de todas as espécies de aves migratórias. Foi criado uma Base de Dados em Access, que facilita o registo, análise e reporting dos resultados. Esta BD permite também incluir registos históricos, de anos anteriores ao projecto, complementando desta forma os dados agora disponível.

Também pretende-se reforçar o registo de observações de aves invernantes de espécies migratórias, como é o caso das andorinhas, garças e codornizes, entre outros. Objectivo é poder caracterizar as populações invernantes e analisar tendências de aumento de número de efectivos e expansão das zonas de invernada para o norte.

O projecto Chegadas tem utilizado como plataforma de comunicação com os observadores de aves o Noticiário Ornitológica da SPEA, divulgado semanalmente por correio electrónico. Para subscrições, veja http://www.spea.pt/index.php?op=noticias#4.

Sabendo que o projecto depende das contribuições dos observadores de aves, quero deixar aqui um apelo para enviar registos de aves migratórias para: chegadas@sapo.pt.

Pede-se as seguintes informações:

* Nome da espécie

* Data

* Local

* Concelho

* Eventuais observações, como nº de indivíduos ou particularidades do registo

* Nome do observador

Os que não sejam subscritores mas que gostariam de receber o relatório Chegadas 2003-2007, e/ou informações regulares ao longo da época 2008, basta enviar um pedido ao endereço do projecto (chegadas@sapo.pt).

Os resultados obtidos até agora em 2008 são bastante animadores, com 69 registos desde 1 de Dezembro 2007 até 21 de Janeiro, num total de 14 espécies.

Estes resultados parecem confirmar a andorinha-das-chaminés como invernante mais comum das espécies migradores, estando presente desde o Algarve até ao Vale do Tejo. Os registos das outras duas espécies de andorinhas migradores são muito mais reduzidos em número.

Interessante são os registos das "garças pequenas" (garçote, goraz e papa-ratos), que parecem confirmar a presença invernal regular no Sul de Portugal, como já vem sendo confirmado de outras partes da península Ibérica.

O número de cegonhas-pretas observadas este Inverno (6) pode ser considerado elevado, embora que a presença no Inverno seja regular no Baixo-Alentejo e na Andaluzia.

Raros podem ser considerados os registos de marreco, gaivina-comum e torcicolo.

Ainda temos algumas semanas de "Inverno" antes do início da época de chegadas das aves migradores, por isso se estiverem registos de aves invernantes, são muito bem vindos e irão enriquecer a base de dados que estamos a criar. Também estamos curiosos em saber quando é que andorinhas começam a chegar às áreas a Norte do Tejo.

Boas observações e se as tiver, envie-as!

Um grande abraço,

Henk Feith

link do postPor *, às 22:19 


 
Siga-nos no Facebook
online
C@ntact@
Blog dos Bichos
Local: PORTUGAL
Pet Sitting e Hospedagem

Apoio Domiciliário a Animais de Estimação e Hospedagem
Garantimos cuidados e mimos aos seus amigos de estimação durante a sua ausência.
Pet sitting e dog walking em Oeiras, Amadora, Lisboa, Sintra e Odivelas
Contactos:
petsitting.ms@gmail.com
915 104 261
www.facebook.com/mspetsitting

Alojamentos que aceitam animais

Apartamentos pet friendly (que aceitam cães, gatos,...)
► Apartamento T1 (para 4 pessoas) no Edifício Dunas Park, Manta Rota, a 50 mts da praia e com vista para o mar.
► Apartamento T2 (para seis pessoas), no centro de Vila Nova de Cacela, a 1,7 km da praia.
www.facebook.com/mantarota
Clique na imagem para mais informações

Para venda

Vende-se apartamento T3 (4 assoalhadas) no centro de Olhão.

Mais informações aqui ou pelo  918 477 219

arquivos
RSS
blogs SAPO