16.9.06

(continuação do post Dininho)

Ao fim de alguns dias de recuperação na varanda - tendo vegetação para se ocultar, insectos com abundância para se alimentar e quentes raios de sol para se aquecer – o Dino estava pronto para regressar à Natureza.

 



De manhã cedo, para ele ter um dia inteiro para se habitar à nova morada, fez uma pequena viagem até ao melhor e mais seguro local onde ele poderia ficar: a Quinta de Marim, pertencente ao Parque Natural da Ria Formosa e onde existe um Centro de Recuperação de Animais Selvagens e um Centro de Educação Ambiental.


Após um telefonema, o sr. Daniel, responsável pelo CRAS, apesar de estar de férias, fez o favor de se dirigir até lá para observar o camaleão e concluiu que ele estava bastante bem e pronto para ser libertado: esperto, activo e gordinho (acho até que ele engordou nos últimos dias aqui em casa). Fiquei ainda a saber que ele deve ter cerca de 20 dias de vida (bem me parecia que ele deveria ser muito bebé!).

 




Escolhido o melhor local, sem o separar do raminho a que estava preso, tirei-o da “casinha” improvisada onde ele dormia de noite e viajou até à Quinta de Marim.

 



 

Já no chão, ali ficou uns minutos, a olhar tudo em redor com muita atenção, enquanto o sr. Daniel e eu éramos atacados selvaticamente por milhares de melgas e mosquitos (melhor não podia ser, pelo menos comida não lhe vai faltar!).


Deixámo-lo sozinho e passada meia hora voltei para ver se ele já tinha ido embora ou se ainda estava no mesmo local. Primeiro não o vi. Porém, não me ia embora sem saber se ele estava mesmo bem e, ao olhar com mais atenção, encontrei-o a cerca de meio metro.

 

 

O pequenito camaleão lá ia totalmente “camuflado” e devagar, devagarinho pronto para descobrir o seu novo mundo.

 


Boa sorte, Dino!


* * * * *

Contactos :
Centro de Recuperação de Animais Selvagens do Parque Natural da Ria Formosa
Centro de Educação Ambiental de Marim, Quelfes, Olhão
Tel: 289 704 134 / 289 704 135
E-mail: pnrf@icn.pt  
Responsável: Sr. Daniel, Tel: 917 584 458
Eunice Pereira, tel: 289 704 134, Fax: 289 704 165, e-mail: eunicepereira@sapo.pt  

 

link do postPor *, às 16:54 

13.9.06

Dino

 

O Dino é um camaleão com poucos dias de vida e ontem viveu uma grande aventura que podia ter acabado mal.



 

Ele é ínfimo e por causa de fortes ventos foi arrastado da duna onde vivia até mesmo junto ao mar. Um casal salvou-o no último momento antes de ser arrastado pelo mar, mas ele estava tão confuso que se dirigia sempre para a água.

 



A ideia inicial era devolvê-lo imediatamente à Natureza, mas noutro sítio. Porém, a pô-lo num local seguro percebi que ele não conseguia agarrar-se convenientemente à vegetação e voava como uma folha de papel. Definitivamente, não estava bem.

 



 

Depois de muito ponderar os prós e os contras, resolvi trazê-lo, criei um habitat totalmente natural e seguro só para ele.

 



 

Com luz natural, sol e calor que são essenciais à sua sobrevivência, dado que é um animal de sangue frio. Ele precisa de calor para todas as suas funções, por isso é que de Inverno hiberna.

 



Se ontem estava todo abananado, hoje estava muito melhor. Comeu muitos mosquitos que apanhou sozinho, pêra e um quarto de uma mosca normal que eu própria lhe dei.

 



Parece ser saudável, mas nota-se que ele tem ainda pouca firmeza nas suas minúsculas perninhas e que a pontaria com a língua, tão característica dos camaleões, ainda não está totalmente apurada.

 



 

Mais uns dias de "recuperação assistida" e vou devolvê-lo à liberdade num local seguro. Pena que hoje o tempo aqui no Algarve esteja horrível (neste preciso momento chove imenso...) o que não ajuda nada.

 



PS1– Muito obrigada à In Perfeita, a minha bióloga de serviço a qualquer hora do dia e da noite, pelas dicas ;)

 

 


PS2 – Por mais lindos que sejam, os camaleões NÃO SÃO animais de estimação. A espécie que habita em Portugal corre sérios riscos devido à acção humana, directa e indirecta.

 


link do postPor *, às 22:19 


 
Siga-nos no Facebook
online
C@ntact@
Blog dos Bichos
Local: PORTUGAL
Pet Sitting e Hospedagem

Apoio Domiciliário a Animais de Estimação e Hospedagem
Garantimos cuidados e mimos aos seus amigos de estimação durante a sua ausência.
Pet sitting e dog walking em Oeiras, Amadora, Lisboa, Sintra e Odivelas
Contactos:
petsitting.ms@gmail.com
915 104 261
www.facebook.com/mspetsitting

Alojamentos que aceitam animais

Apartamentos pet friendly (que aceitam cães, gatos,...)
► Apartamento T1 (para 4 pessoas) no Edifício Dunas Park, Manta Rota, a 50 mts da praia e com vista para o mar.
► Apartamento T2 (para seis pessoas), no centro de Vila Nova de Cacela, a 1,7 km da praia.
www.facebook.com/mantarota
Clique na imagem para mais informações

Para venda

Vende-se apartamento T3 (4 assoalhadas) no centro de Olhão.

Mais informações aqui ou pelo  918 477 219

arquivos
RSS
blogs SAPO