25.5.10
Como viajar com animais de estimação

 

 

 

 

 

 

Planeamento & Preparação

 

Planeamento e preparação são importantes antes de viajar com o seu animal de estimação. Existem cães e gatos que não podem suportar os rigores de qualquer tipo de viagem devido a uma doença, ferimento ou temperamento. Se for o caso, aconselhe-se com o seu veterinário.

Para longas viagens de carro, certifique-se que o seu animal de estimação viaja confortável. Transporte-o numa transportadora confortável e mantenha o vidro de trás um pouco aberto.

Verifique sempre se os animais de estimação são permitidos no hotel e/ou casa onde pretende ficar.

Caso contrário, deixe o seu animal em hotéis próprios para animais.

Se o seu animal de estimação ficar sozinho no quarto de hotel, coloque na porta o letreiro “não incomodar” e informe os serviços de limpeza e a recepção que o seu animal está sozinho no quarto.

Certifique-se que o seu animal de estimação tem uma coleira de identificação e, se possível, também microchip. Ambos contêm informações precisas sobre o animal e o seu respectivo dono.

Em qualquer tipo de viagem tenha sempre consigo a comida favorita do seu animal e brinquedos, para que ele se sinta mais confortável.

Tenha, igualmente, consigo o livrete das vacinas do seu animal com as vacinas e desparasitações actualizadas.

É importante que tenha sempre consigo uma fotografia na qual apareça o seu animal de estimação ao seu lado, para ajudar a identificá-lo no caso de ele se perder.

Mais importante ainda, antes de se comprometer a viajar de com o seu animal, consulte o seu veterinário para lhe ser feito um check-up para poder viajar em segurança.


Viajar de Avião

Viajar de avião com animais é a maior das preocupações de alguns donos.

Determinadas raças como os braquicefálicos (nariz curto), cachorros e gatos podem ter dificuldades com o transporte aéreo.

A maioria das companhias aéreas que transportam animais exige um certificado de controlo veterinário (certificado sanitário) que é emitido no prazo de 10 dias antes da viagem. Hoje, muitas das principais companhias aéreas permitem que os gatos e cães, de pequeno porte, viajem em bagagens de mão colocadas junto ao acento dos passageiros de voo.

Se pretender viajar internacionalmente, consulte o seu veterinário e/ou embaixada ou consulado do país de destino sobre as restrições adicionais das viagens dos animais ou exigências de quarentena.

Sempre que possível, reserve um voo sem escalas. Durante os meses quentes, escolha o voo da manhã ou o voo da noite. Nos meses mais frios, escolha voos do meio-dia.

Consulte seu veterinário para determinar o que é melhor para o bem-estar do seu animal de estimação durante as viagens em transportes aéreos.


As transportadoras para transporte de animais em viagens aéreas devem:

- Ser suficientemente grandes para permitirem que o animal consiga colocar-se de pé (sem tocar na parte superior da transportadora), sentar-se e deitar-se numa posição natural;

-Ter fecho de segurança.

- Ser forte e livre de saliências no interior.

– Ter um fundo sólido e à prova de vazamentos e coberto de material absorvente.

- Estar adequadamente identificadas. Inclua o seu nome, morada, número de telefone, e informações de contacto de destino, bem como a designação de “animais vivos”, com setas indicando a posição vertical.

- Ser adequadamente ventilada para que o fluxo de ar não fique obstruído.

Importante: Não é recomendável dar tranquilizantes ao seu animal de estimação pois ele pode aumentar o risco de problemas cardíacos ou respiratórios.


Viajar de carro

 

Se o seu animal não está habituado a viajar de carro, leve-o a alguns passeios para que ele se sinta confiante de que um passeio de carro não significa, necessariamente, uma viagem para o veterinário ou para um sítio desagradável. Se o seu cão tem um problema com enjoos, o seu veterinário poderá receitar medicamentos que o ajudarão a sentir-se mais confortável durante longas viagens.

Os gatos devem ser sempre confinados a uma transportadora para permitir que eles se sintam seguros. Proporcionar um brinquedo familiar ou um cobertor pode ajudar a confortar o seu animal de estimação. Independentemente da duração da viagem, os animais não devem ser deixados sozinhos dentro do carro.

Não deve permitir que o seu cão viaje no banco do passageiro, e nunca deverá permitir que ele se sente no colo do condutor.

Durante a viagem não deixe que o seu animal de estimação coloque a cabeça fora da janela do carro, pois algumas partículas presentes no ar podem entrar nos olhos, ouvidos e nariz, causando-lhe ferimentos ou infecções.

Durante a viagem, alimente o seu animal com pequenas porções de comida e deixe a refeição principal para o final do dia ou para quando chegar ao seu destino. Os alimentos secos são os mais convenientes. Tenha sempre consigo uma garrafa plástica de água fresca no caso de outras fontes de água não estejam disponíveis.

Lembre-se de planear a cada duas horas uma paragem para que o seu animal possa urinar/defecar e andar um pouco a pé.


Viajar de Autocarro ou de Comboio

 

A maioria das cidades proíbe os animais de andarem de autocarro e de comboio. As excepções são somente para cães guia e cães que acompanham pessoas deficientes.


Acampar com o seu animal de estimação

 

Acampar com animais de estimação representa alguns desafios. Alguns animais selvagens podem morder ou ferir o seu animal de estimação. Tenha sempre um abastecimento de água próprio para o seu animal. Seja atencioso com outros campistas.

Antes da viagem aconselhe-se com o seu veterinário sobre pulgas, carraças e vermes do coração e certifique-se que o seu animal está vacinado contra a raiva.

 
         Outros conselhos:
- Se viajar de carro, tenha presente um kit de primeiros socorros para o seu animal de estimação, que inclua diversos curativos, creme anti-séptico, uma medicação antidiarreica, gazes, e os números de telefone do seu veterinário.

- Coloque uma coleira de identificação no seu animal com o seu nome e contacto telefone, para ser fácil identificá-lo em caso de ele se perder.

– Visite um veterinário local, se estiver preocupado com eventuais mudanças físicas ou comportamentais no seu animal de estimação.

 

link do postPor *, às 11:40 

19.5.10

Foi confirmada recentemente a existência de ninhos de flamingos (com ovos), no Algarve,  Portugal.

Luís Costa (director-executivo da Spea), após esta sociedade ter sido contactada por um observador de aves, confirmou a existência de dois ninhos de flamingo na lagoa dos Salgados, entre Albufeira e Sines. Dentro de um mês, se tudo correr bem, nascerão as crias.

Para Luís Costa, esta descoberta é resultado dos esforços de conservação do flamingo no Mediterrâneo, onde a ave esteve ameaçada.

Apesar das boas notícias, o sucesso da reprodução não está garantido devido à perturbação do local. Apesar de ser um dos locais mais importantes do Algarve para a conservação das aves, não tem estatutos de protecção legal, os níveis de água variam bastante e os ninhos podem ficar debaixo de água e existem cães que podem ser uma ameaça não só para os flamingos como para todas as outras aves da lagoa.

Caso a reprodução tenha sucesso, será mais fácil tornar esta área um espaço protegido para as aves.

Público

link do postPor *, às 16:21 

6.5.10

Imagens de satélite revelam que a construção levada a cabo pela maior espécie de roedor do Hemisfério Norte foi edificada entre 1975 e 1990 e atinge 850 metros de comprimento.

O castor-americano (Castor canadensis), o maior roedor da América do Norte, é um dos símbolos oficiais do Canadá e hoje é notícia devido às suas habilidades arquitectónicas. Estes animais de tamanho médio constroem represas nos rios, utilizando troncos de árvores, pedras e lama como abrigo para escapar aos predadores e garantir acesso ao alimento durante o Inverno.

Até à data, a maior represa construída por castores media 652 metros, mas recentemente, um investigador canadiano descobriu numa remota zona do Noroeste do país, no Parque Nacional de Wood Buffalo, uma construção com 850metros de comprimento.

De forma surpreendente a represa foi descoberta porque é visível desde o espaço, tendo sido detectada durante a análise de imagens do “Google Earth” em 2007. Em imagens de satélite datando de 1975 a construção não existe, mas em 1990 sim, pelo que terá sido edificada neste intervalo de tempo.

Fonte: www.elmundo.es

Fonte:http://naturlink.sapo.pt/article.aspx?menuid=20&cid=19057&bl=1

link do postPor *, às 17:46 

25.4.10
Cão adulto pastor Alemão de bonito porte e meigo. Não Esterilizado, Vacinas em Dia, Desparasitado.
Contacto para Adopção:
Nome: JAVA
Morada: LOURINHã
Localidade: Lourinhã (Zona Lisboa) Tel: 913020929/917210981/966275892
link do postPor *, às 11:14 


 
Siga-nos no Facebook
online
C@ntact@
Blog dos Bichos
Local: PORTUGAL
Pet Sitting e Hospedagem

Apoio Domiciliário a Animais de Estimação e Hospedagem
Garantimos cuidados e mimos aos seus amigos de estimação durante a sua ausência.
Pet sitting e dog walking em Oeiras, Amadora, Lisboa, Sintra e Odivelas
Contactos:
petsitting.ms@gmail.com
915 104 261
www.facebook.com/mspetsitting

Alojamentos que aceitam animais

Apartamentos pet friendly (que aceitam cães, gatos,...)
► Apartamento T1 (para 4 pessoas) no Edifício Dunas Park, Manta Rota, a 50 mts da praia e com vista para o mar.
► Apartamento T2 (para seis pessoas), no centro de Vila Nova de Cacela, a 1,7 km da praia.
www.facebook.com/mantarota
Clique na imagem para mais informações

Para venda

Vende-se apartamento T3 (4 assoalhadas) no centro de Olhão.

Mais informações aqui ou pelo  918 477 219

arquivos
RSS
blogs SAPO