18.10.06

Sou veterinário e, recentemente, fui chamado para examinar um cão da raça Wolfhound Irlandês chamado Belker. Os proprietários do animal, Ron, a sua mulher Lisa, e o filho Shane, eram todos muito ligados ao Belker e esperavam por um milagre.

Examinei o Belker e descobri que ele estava a morrer com cancro. Eu disse à família que não haveria milagres no caso de Belker, e ofereci-me para proceder à eutanásia do velho cão lá mesmo em casa deles. Enquanto fazíamos os arranjos, Ron e Lisa disseram-me que estavam a pensar se não seria bom deixar que Shane, de quatro anos de idade, observasse o procedimento. Eles achavam que Shane poderia aprender algo com a experiência.

No dia seguinte, eu senti aquele familiar "aperto na garganta" enquanto a família do Belker o rodeava para o mimarem pela última vez. Shane, o menino, parecia tão calmo, acariciando o velho cão, que eu perguntei-me se ele entenderia o que se estava a passar. Passados poucos minutos, Belker foi-se, pacificamente. O garotinho parecia estar a aceitar a transição de Belker sem muita dificuldade ou confusão.

Sentámo-nos todos juntos, um pouco após a morte de Belker, pensando alto sobre o triste facto da vida dos animais ser mais curta que as dos seres humanos.

Shane, que tinha estado a escutar em silêncio disse: "Eu sei porquê".
Abismados, voltámo-nos para ele. O que saiu da sua boca assombrou-me. Eu nunca ouvira uma explicação tão reconfortante.

Ele disse: - "As pessoas nascem para aprenderem a ter uma vida boa, a gostarem das outras pessoas e a serem bem comportadas, certo?" ...e o rapazinho de quatro anos continuou... "Bem, os cães já nascem a saber fazer isso, portanto não precisam de ficar cá tanto tempo como nós."

 

link do postPor *, às 11:56 

De eco de mim a 18 de Outubro de 2006 às 13:34
uma história mto interessante, c um final surpreendente, ainda bem q foi partilhada...

De Saki a 18 de Outubro de 2006 às 16:16
Que maravilha!
Formiguinha, posso «copiar», com a devida autoria e proveniência?

Saki

De Bolacha de Aveia a 18 de Outubro de 2006 às 16:42
Que lindo... as crianças têm sempre aquele elo com os animais que os permite compreender, não é verdade?

De Patricia a 18 de Outubro de 2006 às 17:50
Confesso que me emocionei e fiquei embaraçada, até porque estou num sitio público. Emocionei-me porque eu tenho um cão que adoro e que já tem 12 anos e sei que, mais dia menos dia, ele vai morrer. Mas infelizmente não aceito com tanta serenidade como esse miúdo aceitou.
Gostei de cá vir e vou voltar!

De Xica a 19 de Outubro de 2006 às 16:44
Um miúdo tão pequenino e que já sabe compreender o que se passa nos relacionamentos entre pessoas e entre estas e os animais. Esta merece tornar-se numa daquelas frases famosas q se tornam em máximas, bandeiras.

De Xica a 19 de Outubro de 2006 às 16:45
Um miúdo tão pequenino e que já sabe compreender o que se passa nos relacionamentos entre pessoas e entre estas e os animais. Esta merece tornar-se numa daquelas frases famosas q se tornam em máximas, bandeiras.

De M. a 19 de Outubro de 2006 às 17:55
!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 
Siga-nos no Facebook
online
C@ntact@
Blog dos Bichos
Local: PORTUGAL
Pet Sitting e Hospedagem

Apoio Domiciliário a Animais de Estimação e Hospedagem
Garantimos cuidados e mimos aos seus amigos de estimação durante a sua ausência.
Pet sitting e dog walking em Oeiras, Amadora, Lisboa, Sintra e Odivelas
Contactos:
petsitting.ms@gmail.com
915 104 261
www.facebook.com/mspetsitting

Alojamentos que aceitam animais

Apartamentos pet friendly (que aceitam cães, gatos,...)
► Apartamento T1 (para 4 pessoas) no Edifício Dunas Park, Manta Rota, a 50 mts da praia e com vista para o mar.
► Apartamento T2 (para seis pessoas), no centro de Vila Nova de Cacela, a 1,7 km da praia.
www.facebook.com/mantarota
Clique na imagem para mais informações

Para venda

Vende-se apartamento T3 (4 assoalhadas) no centro de Olhão.

Mais informações aqui ou pelo  918 477 219

arquivos
RSS
blogs SAPO