25.2.10

Foram momentos de aflição aqueles que Tânia Martins viveu na quinta-feira, após a hora do almoço, quando se apercebeu que a Farrusca tinha caído no poço de 13 metros da casa onde mora com os pais no Vale da Abrunheira, em Cajados, Palmela. A cadela, que fora encontrada maltratada na rua e que Tânia tinha ajudado a recuperar, estava a lutar pela vida.

 

Depois de chamar os bombeiros e enquanto se certificava de que Farrusca, de seis meses, se mantinha à tona de água, a jovem estudante de Veterinária não pensou duas vezes quando percebeu que o animal já não tinha forças. Agarrou numa escada de apanha de azeitona e desceu pelo poço para salvar a amiga. "Não ia morrer afogada porque sei nadar e já tinha chamado os bombeiros. Só não me lembrei do frio e da hipotermia", contou ao CM Tânia Martins, de 24 anos, que continua a chorar a morte da Farrusca.

Quando conseguiu chegar à cadela, Tânia apercebeu-se que o animal nadava com muita dificuldade. "Só conseguia mexer as patas da frente, porque as de trás estavam presas nas raízes. Já não tinha forças para se manter à superfície", disse, recordando que nenhum dos objectos atirados para o fundo do poço – um balde e uma cesta – foram capazes de manter Farrusca à tona de água: "Fiquei com ela aos ombros, mas já não tinha reacção".

Ao chegar ao local, dez minutos após a chamada, os Bombeiros de Águas de Moura ficaram surpreendidos. Preparados para resgatar um cão, afinal, tiveram de salvar também uma mulher. "A nossa preocupação era pôr alguém junto da vítima e do animal. Ela só disse: ‘A Farrusca sai primeiro’. Deve ter estado cerca de meia hora dentro de água. Se tivesse ficado mais tempo, podia ter sido bem pior, por causa da hipotermia", relatou Paulo Nunes, bombeiro que esteve no fundo do poço ao lado de Tânia, sem deixar de comentar: "A paixão dela podia ter saído cara". Apesar de reconhecer os riscos por que passou, Tânia está convicta de que não é um caso isolado: "Acredito que ainda há pessoas que fariam o mesmo".

SAIBA MAIS

RECURSO A ÁGUA QUENTE

Em caso de hipotermia, deve-se pôr sobre a barriga do cão uma garrafa de água a 40º C, envolta em pano para não queimar.

38ºC

é a temperatura corporal média de um cão. É perigoso que caia abaixo dos 32ºC.

PROTECÇÃO DE ANIMAIS

Maltratar animais infringe as leis: nos EUA, Rustry Lewark foi preso no dia 22 por matar dois cães.

"QUANDO VAMOS BUSCAR PESSOAS É POR SUICÍDIO"

Rui Laranjeira, comandante dos Bombeiros de Águas de Moura, diz que já não é a primeira vez que são chamados para salvar pessoas ou animais em poços. "Quando vamos para buscar pessoas é por tentativas de suicídio. Há uns tempos resgatámos uma senhora de idade e, mais tarde, percebemos que era uma tentativa de suicídio", contou, reforçando: "São salvamentos frequentes até por existirem muitos poços na zona". Um dos mais complicados envolveu "uma porca com cerca de 200 quilos". "O dono teve de descer para acalmar o bicho".




 

André Pereira

 

Fonte: http://www.cmjornal.xl.pt/noticia.aspx?contentid=8419EC90-43A0-4648-87A5-B80F34EF1844&channelid=00000010-0000-0000-0000-000000000010&h=3

link do postPor *, às 03:48 

 
Siga-nos no Facebook
online
C@ntact@
Blog dos Bichos
Local: PORTUGAL
Pet Sitting e Hospedagem

Apoio Domiciliário a Animais de Estimação e Hospedagem
Garantimos cuidados e mimos aos seus amigos de estimação durante a sua ausência.
Pet sitting e dog walking em Oeiras, Amadora, Lisboa, Sintra e Odivelas
Contactos:
petsitting.ms@gmail.com
915 104 261
www.facebook.com/mspetsitting

Alojamentos que aceitam animais

Apartamentos pet friendly (que aceitam cães, gatos,...)
► Apartamento T1 (para 4 pessoas) no Edifício Dunas Park, Manta Rota, a 50 mts da praia e com vista para o mar.
► Apartamento T2 (para seis pessoas), no centro de Vila Nova de Cacela, a 1,7 km da praia.
www.facebook.com/mantarota
Clique na imagem para mais informações

Para venda

Vende-se apartamento T3 (4 assoalhadas) no centro de Olhão.

Mais informações aqui ou pelo  918 477 219

arquivos
RSS
blogs SAPO