16.2.10

Há 3 mesinhos atrás, a minha cadelinha de 13 anos morreu de cancro. Como a minha mãe estava desempregada e sozinha, fechando-se em casa todos os dias depois da morte da sua única companhia (considerando que eu e a minha irmã estudamos as duas na faculdade longe de casa e os meus Pais estão separados) decidi adoptar uma cadelinha no canil municipal de Lisboa.

Depois de uma intensa espera, tive a oportunidade de entrar na sala onde mantêm os mais novinhos, e foi aí que a vi. Depois de uma longa e emocionalmente agressiva aproximação com os bebés, peguei na Lya e trouxe-a comigo para casa. Foi-lhe posto o chip e foi vista pelo veterinário. Ela estava magríssima, e quando lhe peguei, ela agarrou-se a mim com força e a tremer.

Foi desparasitada, pelo menos duas vezes, segundo o veterinário e aparentamente parecia bem, apesar de fraquinha. Mas, assim que chega a minha casa, Lya começa a desfalecer e passados uns dias foi internada no hospital dos animais das caldas da Rainha. Lya tinha Lombrigas, demasiadas. Ficou a soro quase 15 dias.

Lya tinha os seus dias bons e maus no hospital. Um dia estava desperta, outro dia nem levantava a cabecinha quando a íamos ver. Eu ia todos os dias de Lisboa depois da faculdade para a ver no hopital. Passados quase 15 dias, foi possível voltar para casa, mas a fazer um tratamento. Saiu com 2.8Kg, passados 15 dias, Lya estava quase com 8. No entanto... já vão quase 1000 euros em despesas. O pouco dinheiro que tenho para me sustentar para um mês, decidi dá-lo à minha mãe para a ajudar nas despesas. O meu Pai é quem me sustenta e ele opinou até que a minha mãe a deveria devolver.

Todas as semanas a minha mãe vai com a Lya ao veterinário, com a esperança de ela poder já levar as vacinas e poder ter uma vida normal. Ela tem 4 mesinhos, 2 deles fez já em minha casa. Não levou vacinas no canil porque tinham receio que ela pudesse ter algum vírus que com as vacinas pudesse vir a ficar pior. Se o tivessem feito, ela teria morrido. Mas, se eu não a tivesse trazido, ela teria morrido de qualquer maneira.

Pessoalmente, eu não tinha más intenções quando a fui buscar. A minha mãe sofre de depressão e pensei que a Lya a pudesse ajudar. Ajudou, assim que saiu do veterinário. Quando ia a casa elas brincavam constantemente. A minha mãe sorria como nunca a tinha visto sorrir.

Sempre que vamos ao veterinário com a Lya, os veterinários nunca têm respostas. Agora dizem que poderá ter febre da carraça por ter anemia e esta não passar.

Se isto continuar assim, eu terei que devolver a Lya ao canil, ou dá-la a alguém que possa ficar com ela.

Com isto não peço ajuda monetária, embora fosse bastante apreciada neste momento. Com isto, peço ajuda, a algum veterinário que me possa dizer o que a Lya tem sem levar dinheiro por isso.

Se assim não for, então, peço que alguém que possa tomar conta dela, me deixe uma mensagem ou me telefone: 913182777 / 912540990 / 965125279

Eu adoro este cão. Eu não o quero dar, tenho até vergonha de admitir que o dinheiro ajudava nesta minha situação. E tenho ainda mais vergonha de admitir que, se ela não estivesse doente, nós nem consideraríamos dá-la, a ninguém. Mas, não tenho quem me ajude e estou desesperada.

Obrigada

 

(fonte: http://animaisdeninguem.forumeiros.com/caes-f34/um-pedido-de-ajuda-talvez-t275.htm)






 

link do postPor *, às 02:09 

 
Siga-nos no Facebook
online
C@ntact@
Blog dos Bichos
Local: PORTUGAL
Pet Sitting e Hospedagem

Apoio Domiciliário a Animais de Estimação e Hospedagem
Garantimos cuidados e mimos aos seus amigos de estimação durante a sua ausência.
Pet sitting e dog walking em Oeiras, Amadora, Lisboa, Sintra e Odivelas
Contactos:
petsitting.ms@gmail.com
915 104 261
www.facebook.com/mspetsitting

Alojamentos que aceitam animais

Apartamentos pet friendly (que aceitam cães, gatos,...)
► Apartamento T1 (para 4 pessoas) no Edifício Dunas Park, Manta Rota, a 50 mts da praia e com vista para o mar.
► Apartamento T2 (para seis pessoas), no centro de Vila Nova de Cacela, a 1,7 km da praia.
www.facebook.com/mantarota
Clique na imagem para mais informações

Para venda

Vende-se apartamento T3 (4 assoalhadas) no centro de Olhão.

Mais informações aqui ou pelo  918 477 219

arquivos
RSS
blogs SAPO